Blog

Notícias

Dia da Saúde - Construir um mundo mais justo, equitativo e saudável.

Data:07/04/2021 19:57:31

Dia 7 de abril é celebrado o Dia Mundial da Saúde. A data coincide com a criação da Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1948, e tem o objetivo de conscientizar a população a respeito da importância da saúde.


Segundo a OMS, Saúde pode ser definida como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não consiste apenas na ausência de doença ou de enfermidade”. Isso quer dizer que uma pessoa saudável não é apenas aquela que não apresenta uma doença, mas, sim, aquela que está bem consigo mesma e também apresenta uma boa relação com a sociedade.




Todo ano a OMS e OPAS trabalham um tema central no dia mundial da Saúde, em 2021, a campanha orienta a termos um olhar mais cuidadoso para a equidade :“ Nosso mundo é desigual.”

A Pandemia alcança e afeta as pessoas de formas distintas. Sabemos que em todo o mundo alguns grupos estão mais vulneráveis nessa pandemia, resultando em acesso limitado aos serviços de saúde de qualidade, perda de trabalho e da renda básica, péssimas condições de moradia, aumento da miséria,  difícil acesso a educação de qualidade, menos oportunidades de emprego e a insegurança alimentar. Os grupos mais afetados por essas desvantagens são frequentemente aqueles que sofrem discriminação étnica e de gênero. Essas condições podem levar a um sofrimento desnecessário, que fragiliza a saúde física e mental, e que podem ser evitadas.



É importante destacar que a campanha lançada pela Organização Panamericana para Saúde - OPAS sinaliza que diante do aumento das desigualdades sociais no mundo, é essencial um olhar equitativo para a situação da pandemia, e convida a todas e todos a se unirem na construção de um mundo mais justo e saudável.


A campanha também faz um pedido aos líderes para que garantam que a equidade na saúde seja a peça central para nossa recuperação da COVID-19. Visto que isso resultará em condições de vida e de trabalho propícias à uma boa saúde.


No segundo ano de pandemia, a data é celebrada enquanto atravessamos a segunda maior onda de casos de COVID-19 no país. Embora sejamos referência mundial por termos um dos melhores Sistema Único de Saúde(SUS), devido ao seu alcance e multiplicidade de serviços oferecidos, hoje precisamos defender a saúde e o SUS da  Emenda Constitucional (EC) 95, do Teto dos Gastos do governo federal que congelou  por 20 anos os investimentos em áreas fundamentais como saúde e educação, e que diante da crise sanitária aprofundada pela pandemia, exige investimento e um olhar mais humano.


Ontem, 6 de Abril, o Brasil registrou 4.211 mortes por Covid-19,  batendo pela primeira vez a trágica marca de 4 mil óbitos em um só dia, e totalizando em um ano de pandemia  337.364 vítimas. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias ficou em 2.775. Não bastassem todas as dificuldades sociais potencializadas com a pandemia no país, ainda tivemos nesta feira, o início da votação, no plenário da Câmara dos Deputados do texto-base do PL 948/21, que libera a compra de vacinas contra covid-19 por empresários do setor privado.  


A notícia provocou espanto em vários setores da sociedade, visto que a vacina é Direito de Todos. Especialistas em saúde apontaram que o PL apresenta pontos problemáticos ao autorizar  compras de  vacinas ainda sem registro no Brasil , além de fragilizar o SUS, e tirar o poder regulador da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), único órgão no Brasil com autoridade para aprovar o uso de medicamentos, mesmo com a obrigatoriedade de doar metade das doses compradas para o governo.


Na quinta-feira (8), a votação foi retomada para conclusão e análise, em seguida, o pl deve ser encaminhado para o Senado e depois de aprovado, fica aguardando a de sanção presidencial para entrar em vigor.


Com todas essas dificuldades enfrentadas, e com a vacinação acontecendo para as faixas prioritárias no país a passos lentos, precisamos reforçar e continuar seguindo as orientações e cuidados com a saúde: usar máscara, praticar o distanciamento social e sempre higienizar as mãos. É uma forma de cuidado consigo e com o próximo, apesar de iniciada a vacinação, não existe previsão de término da Pandemia.


Seguimos pedindo VACINA PARA TODOS!!!

Por: ASSCOM

COMPARTILHAR
13/05/2021 19:31:14
Dossiê aponta crescimento em denúncias de Abuso e Exploração Sexual contra crianças e adolescentes no RN.

10/05/2021 18:15:43
A Casa Renascer apresenta o Dossiê Infâncias Violadas II

30/04/2021 21:08:44
Inscrições abertas para o Prêmio de Direitos Humanos Neide Castanha 2021.

30/04/2021 20:03:39
Estudo do UNICEF/CENPEC traz um panorama da exclusão escolar antes e durante a pandemia.

22/04/2021 19:23:53
A Campanha 18 de Maio - FAÇA BONITO completa 21 anos.

add